Bem- vindos

Bem- vindos

sexta-feira, 2 de abril de 2010

Trilhar


No nosso trilhar encontramos as linhas da vida; o amor, a paixão, a riqueza ou pobreza, a bondade ou maldade, o criar ou o copiar, sei lá.
Cada ser traça seu próprio caminho: faz ou desfaz, peregrina ou se estabelece, associa-se ou refugia-se na sua forma de viver ele inveja e é invejado, ama e é amado, se cala e é calado, este é o mundo dos fortes, dos que pisam dos que esmagam, dos que nascem, gritam e se defendem, cada ser tem seu momento e sua glória, sua guerra, sua maneira própria de trilhar. Ninguém deveria interferir neste projeto, pois, assim deixa marcas, curvas, difundem o brilho próprio.
O ser se compara a estrela: seu brilho é próprio, é solitário, mas que no conjunto forma a mais bela constelação, bela união.
União proporcionada ao conjunto: em esperança, em harmonia, em solidariedade, em lutas, em vitórias conquistadas nas guerras, trajetórias buscadas em cada momento do trilhar e do criar.
E é neste mundo que nós tentamos viver, sentir e conquistar.
O que conseguiremos?
Não sei isto só será avaliado no fim do nosso trilhar e este ninguém sabe quando vai ser.