Bem- vindos

Bem- vindos

quarta-feira, 24 de março de 2010

Sobreviver


Fecho os olhos, e ouço.
A chuva bater na vidraça...
Sinto as lágrimas com a mesma intensidade
Da chuva caindo lá fora...
Meu coração bate,
Na mesma intensidade dos trovões...
O arrepio me percorre,
Na mesma velocidade do vento...
Sentindo-me apenas
Como uma gota no meio de tantas...
Tentando sobreviver
Destino traçado por momentos
De dor, desespero e esperança...
Dor sentida pela saudade...
Desespero por não poder resolver...
Esperança de que meu pedido seja atendido...
Tento me reerguer
Preciso seguir em frente...
Passar otimismo, fé, amor....
Para que na minha força outras encontram a vontade de lutar e sobreviver....