Bem- vindos

Bem- vindos

domingo, 20 de maio de 2012

Abandono


Senhor!
Sou dessa terra
sou desse lugar,
pela falta de conhecimento fui rejeitado
jogada a mercê da sociedade.
Trabalho?
Trabalho duro, sou catador
de latinha e papelão
ferro velho de construção,
trabalho digno, que poucos dão valor.
O que ganho dá para comer
casa não tenho não, Senhor
das calçadas faço minha cama.
Meus sonhos?
De que alguém um dia me dar valor.