Bem- vindos

Bem- vindos

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Mãos amigas




Certo dia, ao caminhar pelas trilhas dum bosque deparei-me com um idoso.
Sentado à beira do caminho com o olhar distante nem parecia ali estar...
Noutra volta percebi que estendera suas mãos sobre o colo parecendo suplicar...
Mas continuei a caminhar, na volta seguinte ouvi-o cantar, porém seu canto parecia um lamento...
Fiquei confusa, entre parar e oferecer ajuda ou seguir meu caminho, mas parei e perguntei: Senhor me desculpe, mas precisas de ajuda?
Então num gesto surpreendente abriu seus olhos, ergueu as mãos, abriu um sorriso e me falou:
Que bom que você me achou...
Achei estranho, pois várias pessoas por ali passavam e falei:
Mas tem tanta gente, todos estão lhe vendo, estendi-lhe a mão e perguntei: Posso lhe ajudar?
Mais que depressa e saltitante se levantou do chão, pegou na minha mão e falou:
Filha, sentei-me a beira deste caminho o dia todo e ninguém me viu, sabes por quê?
Sou um velho, e por isso esquecido pela sociedade, ninguém quer ver, mas você é diferente e por isso posso ficar feliz, pois ainda encontrei uma mão amiga....