Bem- vindos

Bem- vindos

domingo, 18 de dezembro de 2011

Eu soube


Eu soube, sempre soube...

Que um dia você iria embora

Que de nada adiantava a vigília

sua fuga não foi inesperada.

Eu soube, sempre soube...

Que para você este lugar

não era seu aconchego

Que a sensação de prisão

lhe incomodava.

Mas agora tudo findou

A fenda que entre nós existia

vai se fechar e você sua

Verdadeira liberdade irá buscar.