Bem- vindos

Bem- vindos

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Labirinto de raízes




Árvore frondosa
Sobre a terra aflorou
Labirinto de raízes retorcidas,
Cruzadas, terrenas e amontoadas.
Obra maravilhosa
Que a natureza criou.

Descobrindo.... O caminho


No caminhar dessa vida
Muitas encruzilhadas vão surgindo.
E com certa urgência nós vamos descobrindo
Que as setas que ali estão, nos fornecem muita
Opção. Mas, seguir a todas não é a melhor solução.

sábado, 19 de fevereiro de 2011

Sala Vazia



Outrora nosso
refúgio de amor.
Entre tantos desencontros,
Hoje, somente sala
vazia carregada
de saudades.

Curtir




Em nossa inconseqüente
Juventude tudo o que
Queríamos era curtir.
Não pensávamos
Que isso nos traria
Conseqüências.

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Amor... De Muitos




Nos seus braços...solidão
No seu olhar...tristeza
Na sua vida...amargura
No seu corpo...devassidão

Tantas juras desfeitas
Tantos amores perdidos
Tantas faltas cometidas
Tantos sonhos esquecidos.

Tudo foi em vão
Não soube viver
Sua vida sempre foi
Uma grande enganação.

Abandonada



Os olhos cansados de tanto chorar
Fecham-se em total desalento
Abandonada pelo amor
Entrega-se ao lamento.

A distância não diminui essa dor
A ausência não conforta coração.
Passam-se dias e noites
Única companhia, a solidão.